9 sinais da diabetes

9 sinais de que você pode estar com diabetes

A diabetes, especialmente a do tipo 2, é uma doença silenciosa. Porque alguns sintomas demoram a se manifestar e são bem sutis. Porém, existem sinais do corpo que indicam que a pessoa pode estar com diabetes, podendo buscar ajuda a tempo. Veja quais são eles e cuide-se!

vontade frequente de urinar por causa da diabetes

1. Vontade frequente de urinar

Um dos primeiros sinais de que a pessoa pode estar com diabetes é a vontade frequente de urinar. Isso acontece porque, além de beber muita água, o diabético tem uma quantidade muito grande de açúcar no sangue, que não foi absorvida adequadamente pelo organismo e, portanto, precisa ser eliminada.

Em geral, o rim tem uma barreira de proteção que “segura” o açúcar, sendo transformado posteriormente em energia. Porém, como a quantidade é bem maior na corrente sanguínea do diabético, o rim não pode conter todo esse açúcar, sendo, então, expelido pela urina. Trata-se da glicosúria, que é a perda de glicose através da urina.

Cansaço extremo

2. Cansaço extremo

Outro sinal que costuma aparecer no princípio da doença é a fadiga. Como o açúcar do diabético não é transformado em energia, como deveria, a glicose não chega às células. Consequentemente o corpo não recebe a energia que precisa e fica extremamente cansado.

Neste caso, o cuidado com a alimentação é importante, porém visando o controle da glicemia. O aproveitamento das propriedades energéticas do alimento não é o esperado, mas uma alimentação saudável reduzirá as complicações da diabetes.

fome a todo momento por causa da diabetes

3. Fome a todo momento

Fome extrema e/ou frequente também pode ser sinal de diabetes, geralmente quando a glicemia está alta. Como o organismo não consegue levar o açúcar dos alimentos às células, eliminando-o pela urina, o corpo continua “pedindo” comida. Com isso, a pessoa tem constantemente a sensação de fome.

E, embora mais comum quando há hiperglicemia, a fome excessiva pode ocorrer também em quadros de hipoglicemia, quando há uma queda brusca de glicose no sangue. Neste caso o corpo apresenta a necessidade de ser alimentado para repor o açúcar e, assim, a energia para o seu bom funcionamento.

boca seca por causa da diabetes

4. Muita sede e boca seca

Como mencionamos no primeiro tópico, o diabético costuma urinar muito, em função da dificuldade dos rins de filtrar o açúcar do sangue, que provoca uma grande perda de água do organismo.

Por causa desta perda, o corpo precisa repôr água e se manifesta com uma sensação excessiva de sede (chamada polidipsia). A pessoa fica frequentemente com a boca seca, mesmo bebendo bastante água.

pele ressecada por causa da diabetes

5. Ressecamento da pele

Outro sintoma de quem pode estar com diabetes é o ressecamento da pele. Quando a quantidade de água no corpo não é a suficiente para seu adequado funcionamento, o organismo prioriza os órgãos vitais. Assim, utiliza parte da água da pele para suprir essa necessidade. Consequentemente esta fica ressecada e suscetível a rachaduras.

E quanto maior o nível de glicose no sangue, mais intensos são esses sintomas. Como o corpo não pode eliminar somente o açúcar, é preciso usar mais água para a produção da urina, o que acaba refletindo na pele.

Este ressecamento, muitas vezes, provoca coceiras e rachaduras, sendo necessário, além do consumo de mais água, o uso de hidratantes para a reposição e retenção de líquido da pele.

hálito cetônico

6. Mau hálito

O mau hálito, do mesmo modo, pode ser um indicativo de estar com diabetes. Principalmente o hálito cetônico, que é quando a respiração exala um odor de esmalte. Então ainda que a pessoa faça a escovação adequada dos dentes e o uso de fio dental, o mau cheiro permanece, sendo preciso também o uso de um aromatizante bucal.

Isso acontece porque, com a falta da insulina para levar a glicose para as células, não são feitas reservas de gordura, acarretando o surgimento de três substâncias cetônicas: o β-hidroxibutirato, o acetoacetato e a acetona. São substâncias que deixam o sangue mais ácido, causando a cetoacidose diabética, e que provocam mau hálito.

Além disso, o mau hálito pode ser gerado no diabético por infecções gengivais. Pois as altas taxas de açúcar no sangue reduzem o suprimento de oxigênio e nutrição das células da gengiva, deixando-as mais vulneráveis.

incômodos nos pés por causa da diabetes

7. Formigamentos e dores nas mãos e pés

Também pode ser um sinal de alerta ter sensação de formigamento nas mãos e pés, perder a sensibilidade em algumas partes do corpo, sentir dor e queimação e perceber ferimentos que demoram a cicatrizar. Esses sintomas podem ser efeitos de uma retinopatia diabética.

Isso quer dizer que a pessoa pode ter lesões nos nervos causadas pela dificuldade do oxigênio chegar às células nervosas. Logo, pode ocorrer a perda de sensibilidade nos membros, além de dores, agulhadas, formigamentos e o comprometimento do processo de cicatrização.

Visão turva por causa da diabetes

8. Visão embaçada e olhos secos

Visão embaçada ou desfocada pode ser mais um indício de estar com diabetes. Pois o excesso de glicose no sangue pode provocar inchaço no cristalino (lente do olho), diminuindo sua capacidade de foco.

Assim como ficar com os olhos frequentemente secos, pode ser um sinal. Porque como os nervos dos diabéticos são afetados, pode haver lesão naqueles que controlam a produção de lágrimas.

Estes sintomas, quando no início da doença, raramente são por retinopatia diabética (uma complicação nos olhos causada pela hiperglicemia crônica). Então a visão volta ao normal após o controle glicêmico. Mas é importante procurar um oftalmologista, além de investigar se você está com diabetes, para avaliar o caso e tratar corretamente.

perda de peso por causa da diabetes

9. Perda de peso

A perda de peso repentina pode ser outro indicativo de estar com diabetes. Para quem tem diabetes tipo 1, é comum ocorrer o emagrecimento apesar da pessoa alimentar-se bem. Porque a glicose não é aproveitada pelo organismo e é eliminada pela urina, como explicamos no primeiro tópico.

Já a pessoa com diabetes tipo 2 não perde peso desta forma, pois ainda há um pouco de produção de insulina. Então uma parte da glicose adquirida na ingestão dos alimentos é utilizada, sendo possível gerar alguma reserva de gordura. E a outra parte da glicose do sangue, que o corpo não consegue aproveitar, é eliminada.

Estar com diabetes diagnosticada é essencial para a qualidade de vida

Estar-com-diabetes-diagnosticada-e-essencial-para-a-qualidade-de-vida

Estes são alguns dos sinais mais comuns de que a pessoa pode estar com diabetes. É claro que estes sintomas podem ser por outros motivos, principalmente se isolados, mas como a diabetes (especialmente a do tipo 2) se desenvolve silenciosamente, no começo, é prudente dar a atenção devida quando notar algo estranho.

Então, se você sentir alguma(s) dessas coisas, não hesite em procurar um médico. A verificação é simples, visto que por um exame de sangue já é possível saber o seu nível glicêmico, então vale a pena tirar a dúvida.

Se for diabetes, mesmo, é melhor saber o quanto antes, porque assim você poderá tratar em tempo de evitar complicações. Além disso, a descoberta do diagnóstico pode ser um bom incentivo para inserir hábitos mais saudáveis em sua rotina e passar a ter muito mais qualidade de vida do que você já teve até o presente momento.

Portanto, observe os sinais, cuide-se e transforme os incômodos em oportunidades para viver melhor!

4 comentários em “9 sinais de que você pode estar com diabetes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *