Dicas para melhorar as dores nos pés

Uma das grandes queixas de pessoas com diabetes são as frequentes dores nos pés. Pois essa é a região do corpo do diabético que fica mais vulnerável ao ressecamento da pele, a ferimentos e outras complicações. Mas esses incômodos podem ser minimizados com alguns cuidados básicos.

Por que os diabéticos sentem tantas dores nos pés?

O corpo humano é repleto de nervos que funcionam como pequenos fios elétricos com a função de transmitir informações relacionadas à temperatura, pressão e sensações de dor ou conforto. Mas para que este sistema funcione adequadamente, é preciso que os nervos recebam oxigênio de forma adequada pela circulação sanguínea.

No caso dos diabéticos, há uma diminuição deste oxigênio dos nervos, em função do descontrole da glicemia, que compromete a sensibilidade. Além disso, os nervos sofrem alguns processos inflamatórios e, portanto, ficam com o seu funcionamento comprometido.

É quando acontece a neuropatia diabética, que, nos pés, recebe o nome de pé diabético. Assim, ocorrem lesões nos nervos das pernas e dos pés, que provocam as dores.

Além disso, esse quadro favorece o surgimento de rachaduras e feridas, muitas delas causadas por ferimentos que não foram percebidos durante a movimentação da pessoa, podendo se tornar úlceras e chegar à amputação.

Por este motivo, é muito importante que o diabético dê uma atenção especial aos pés. Não apenas para amenizar as dores e os demais desconfortos, mas para evitar o avanço dos problemas causados pela doença.

Como evitar as dores nos pés?

Embora seja comum os diabéticos sentirem dores nos pés, devido aos fatores que explicamos acima, com alguns desses cuidados é possível evitar grande parte do desconforto.

Controle da glicemia

Todo diabético precisa ficar de olho na sua glicemia! É importante medir em momentos diferentes do dia e ajustar a sua rotina e até a medicação (com a devida orientação médica), conforme a necessidade.

Higienização dos pés

Procure manter seus pés sempre limpos e bem cuidados. Então capriche na limpeza entre os dedos e no calcanhar, que são as áreas mais suscetíveis a fungos e ferimentos. E prefira o uso de um sabonete específico para diabéticos, que não é agressivo para a pele e aumenta a sensação de bem-estar.

Rotina de vistoria dos pés

Trate seus pés com carinho! Portanto, crie o hábito de observar seus pés diariamente para conferir se há algum novo ferimento. O ideal é que você faça isso durante a aplicação de um creme, após o banho. Para isso, recomendamos, também, o uso de um hidratante próprio para os pés de diabéticos, pois ajudará criar uma camada protetora na pele.

Uso de calçados especiais

Os pés dos diabéticos precisam estar sempre protegidos. Então evite usar chinelos ou andar descalço. Também não é bom utilizar calçados de plástico, de ponta fina e apertados, porque eles podem contribuir para o surgimento de bolhas e feridas nos pés. O ideal é calçar sapatos fechados e sem costura.

Risco do choque térmico

Muitas pessoas gostam de fazer escalda-pés para melhorar as dores nos pés. Mas esta não é uma prática recomendada para os diabéticos, devido à fragilidade e às lesões das artérias que nutrem os tecidos, em função da doença. Isso quer dizer que a exposição do diabético a altas temperaturas e a choques térmicos pode causar problemas cardíacos.

O que fazer para a aliviar as dores nos pés?

Mesmo com os cuidados preventivos, terá momentos em que será difícil evitar a dor. Afinal, sentir dores nos pés não é privilégio apenas dos diabéticos, certo? Depois de um dia agitado, ou de permanecer muito tempo sentado, você pode recorrer a alguns truques que ajudam a aliviar o cansaço e as dores.

Movimentação dos pés

Quando seus pés estiverem doendo na altura dos tornozelos, você pode se acomodar em uma cadeira confortável, erguer os pés e fazer movimentos circulares, alternando o sentido (horário ou anti-horário). Esse movimento ativará a circulação e deixará o pé mais “leve”, diminuindo a sensação de dor.

Massagem

Nada melhor do que uma massagem nos pés, depois de um dia difícil, não é verdade? E a boa notícia é que você mesmo pode fazer essa massagem! Com a ajuda de um hidratante para os pés, massageie cuidadosamente a planta do pé, os dedos e as partes mais doloridas. Essa prática, além de aliviar a dor, vai deixar você mais relaxado.

Pés para o alto

Um recurso que ajuda bastante a aliviar a dor e diminuir o inchaço dos pés é colocá-los para cima. Você pode deitar numa cama ou sofá e acomodar as pernas sobre almofadas empilhadas. Com os pés posicionados acima do corpo, o sangue tem um retorno melhor para o coração, reduzindo a retenção de líquido e aliviando o desconforto nos membros inferiores.

Quando é preciso procurar um médico?

O diabético precisa sempre ter um acompanhamento médico, tanto para tratar sintomas específicos, como para evitar complicações. Consequentemente, o doutor deve conhecer a sua rotina e ser informado sempre que você sentir ou notar algo diferente nos pés ou em outras partes do corpo.

Então as dicas que deixamos acima são bem úteis para o dia a dia, mas não eliminam, de forma alguma, a participação do médico. Principalmente quando as dores nos pés persistem!

Além desses cuidados e da supervisão médica, recomendamos que você mantenha hábitos saudáveis quanto a alimentação e a prática de atividade física. E lembre-se de manter seus pés protegidos, evitando chinelos e utilizando calçados especiais, que não tenham costura.

Esse conjunto todo contribuirá para que você tenha mais saúde, sinta menos dores nos pés e tenha mais qualidade de vida.

52 comentários em “Dicas para melhorar as dores nos pés”

  1. Boa noite,
    Meu marido tem diabete,ele machucou os dedos, visualmente está bem sequinho,mas a perna começou a inchar, o q posso fazer, será que é por causa da diabete?

    1. Olá Rosangela! Ele deve ir ao médico, falar da sua condição de diabético e contar sobre machucado e inchaço. Procure um especialista em pé diabético, e um vascular.

    1. Olá Maria! Manter hábitos saudáveis é essencial para controlar a glicemia e ter boa qualidade de vida. Procure seu médico e reporte a ele suas dores e incômodos, ele poderá indicar o melhor tratamento.

  2. Sou diabetica há 25 anos e sinto os dedos dos pés adormecidos.os 3 últimos dedos.e sinto dores como se fosse nos nervos dos pés. Faço exercício e melhoram as dores.ja tive um erizipele por conta de uma unha encravada.fiqyei Boa com antibiótico mas a médica me falou q eu tivesse muito cuidado para não ter a próxima erizipele. Minhas taxas glicemicas São altíssimas.tomo 6 remédios por dia.nao quero tomar insulina pois é tipo 2 o q devo fazer para baixar mais essas taxas?

    1. Olá Maria! É importante tomar o medicamento indicado pelo médico, ter uma boa alimentação e praticar exercício físico. Manter um hábito de vida saudável é essencial.

  3. Sou diabética, e tenho sentido dores e muita queimação nos pés, principalmente em cima dos pés, as dores são terríveis parece estar enviando uma agulha, e a queimação e mais forte embaixo dos pés, por favor me ajude com informação do que tenho que fazer para aliviar tudo isso.

    1. Olá Jacira! A diabetes deixa a sensibilidade nervosa alterada e compromete a circulação. Por isso surgem sintomas como agulhamento e dor nos pés. Para minimizar estes incômodos, é importante manter a glicemia controlada, observar diariamente os pés, mantê-los hidratados, adotar hábitos saudáveis e seguir o tratamento médico. Convém ir ao médico e falar sobre as dores que você tem sentido, para que ele identifique a causa e indique o tratamento adequado para o seu caso.

  4. Descobri que estou diabética há 6 meses e sinto muitas dores nos pés e pernas que chega a incomodar muito, principalmente a noite, gostei muito dos esclarecimentos e irei seguir as dicas para amenizar esse desconforto. Obrigada!

  5. Sou diabética ha 2 anos. Até uns 5 meses atrás,nunca tive complicações, minha glicose sempre esteve a baixo de 120. Então há uns 5 meses me senti muito mal,enjoada, tonta,medo a glicose de 376. Controlei,mas vivo sentindo dorea nos pés, sendo a ha alguns dias sinto espingardas,passo a mão,apalpo,não dói,não tem ferimento,só uma área avermelhada de mais ou menos 2 centímetros. O que poderá ser? Corro risco de ter q amputar meu pé?
    Socorro!!!😔😔😔

    1. Olá Cicera! Convém ir ao médico e falar sobre as dores que você tem sentido e mostrar a região avermelhada, para que ele identifique a causa e indique o tratamento adequado para o seu caso.

    1. Olá Claiton! A diabetes deixa a sensibilidade nervosa alterada e compromete a circulação. Para minimizar os incômodos, é importante manter a glicemia controlada, observar diariamente os pés, adotar hábitos saudáveis e seguir o tratamento médico. Também é importante mantê-los hidratados, use hidratante específico para os pés diabéticos para o cuidado correto, pois deixa o pé hidratado sem ficar pegajoso.

    1. Ola Silvania!A diabetes deixa a sensibilidade nervosa alterada e compromete a circulação. Por isso surgem sintomas como dormência e dor nos pés. Para minimizar estes incômodos, é importante manter a glicemia controlada, observar diariamente os pés, mantê-los hidratados, adotar hábitos saudáveis e seguir o tratamento médico.

  6. Acabei de saber que estou diabética e a mais ou menos um mês comecei a sentir essas dores nos pés, muita dor no peito do pé, na sola, perto dos dedos, a dor é constante, achei que era algum problema vascular, nem comentei com a endocrinologista, será que é por causa da diabete?

    1. Olá Nair! É sempre importante relatar ao médico todas as dores, incômodos, coceiras e feridas que surgirem no pé e na pele. É possível que seja por causa da diabetes, mas também pode não ser. Procure o vascular e também o ortopedista. Eles poderão avaliar melhor. Na internet encontramos um médico especialista em pé diabético: Dr.Fábio Batista.

  7. Sou Diabética e gostei muita das dicas que vcs estão falando gosto de assistir tudo que falam sobre essa doença terrível pois preciso esta atenta a ela me cuidando

  8. Excelentes dicas!!!! Logicamente como uma diabética que sou padeço com as citas dores…e com certeza essas dicas irão ameniza-las. Obrigada!!!!!

    1. Olá Maria! O ideal é permanecer com a glicemia controlada, abaixo de 100. É muito importante que faça uma avaliação médica, o diabético controlado não deve estar indisposto e cansado. Também é necessário reavaliar a qualidade da sua alimentação.

    1. Olá Vanuza! A diabetes deixa a sensibilidade nervosa alterada e compromete a circulação. Por isso surgem sintomas como agulhamento e dor nos pés. Para minimizar estes incômodos, é importante manter a glicemia controlada, observar diariamente os pés, mantê-los hidratados, adotar hábitos saudáveis e seguir o tratamento médico. Convém seu marido ir ao médico e falar sobre as dores que ele tem sentido, para que identifique a causa e indique o tratamento adequado.

    1. Olá Joan! Seria interessante consultar um ortopedista, existem vários problemas associados aos pés, não é necessariamente vascular ou neurológico como o pé diabético.

  9. Sou diabético a 8 anos minha glicemia sempre alta sempre de 250 a380 as vezes chega acima de 400.tomo os remédios recomendado pelo médico..sinto muitas dores nos pés. As vezes nem consigo dormi direito.

    1. Olá Marcelo! Manter a glicemia controlada é essencial para evitar as complicações da diabetes. É muito importante colocar na sua rotina a prática de alguma atividade física e controlar a alimentação. Anote tudo o que você come, coloque cada detalhe, porque qualquer pequena coisa, como um suco, pode estar atrapalhando o seu controle da glicemia. Reporte tudo ao médico e procure um nutricionista. Espero sua melhora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *